0R$ 0,00
Item Quantidade Preço
xxxxx
0,00

Infiltração? Veja como resolver esse problema!

A temporada de chuvas sempre traz problemas provocados pela ação da água. Infiltração e mofo são as principais causas de dor de cabeça, e, em alguns casos, podem comprometer a saúde e até a estabilidade dos prédios.

Apesar de provocar danos frequentes, a água tem a vantagem de dar sinais visíveis da sua presença. Por trás de uma parede com a pintura estufada ou descascada, há um excesso de umidade. Com o mofo não é diferente, a mancha de bolor denuncia que a água está retida naquele lugar e apodreceu.

O mais importante, na realidade, é identificar a causa do problema, que normalmente está relacionado a infiltração ou a um fenômeno natural chamado condensação, que ocorre quando a umidade do ar chega ao ponto de orvalho e vira água. Quando este fenomeno ocorre, até um quadro decorativo pode reter umidade e embolorar a parede.

Os danos causados por infiltração só não podem ser confundidos com os de um vazamento, que geralmente é resultado de uma falha na tubulação da rede de água ou esgoto. Para que o estrago de um vazamento apareça não é preciso estar chovendo nem haver mancha de fungo, ao contrário da infiltração, que é percebida apenas no período chuvoso.

 

Como prevenir?

A melhor maneira de evitar dor de cabeça no período chuvoso é dar manutenção periódica no imóvel.

Antes do de iniciar  o período das chuvas, é preciso conferir se não há telha quebrada, se a calha está bem limpa, observar se não há vazamento, se os ralos não estão entupidos, a condição das juntas dos canos e do material de impermeabilização para resolver o problema antes de a chuva chegar.

 

Como recuperar a parede mofada?

O primeiro passo é sempre identificar a infiltração. A presença de bolhas, manchas e “suor” nas paredes são um forte indício. A localização do problema pode indicar sua origem: se está na parte superior da parede, é provável que a umidade venha do telhado ou da calha. Manchas próximas ao piso podem indicar que não houve impermeabilização da fundação durante a obra. Quando também há bolhas junto com as manchas, pode ser que esteja havendo infiltração da rua ou de algum cano quebrado.

Uma vez detectada a causa é preciso fazer o reparo o mais rápido possível para não danificar móveis ou revestimentos, que tendem a se soltar com a umidade.

Vazamentos em canos exigem a quebra da parede no local afetado e substituição do ponto danificado.

Para recuperar uma parede infiltrada, é necessário que a tinta seja raspada e que tenha início a um tratamento contra a umidade para que este problema não volte a aparecer. Isso inclui a impermeabilização externa e interna.

Os rejuntes são materiais porosos, logo, também são fontes de infiltração, mais comuns em edifícios. A água entra em qualquer fissura e é difícil detê-la, por isso é necessário que sejam feitas vedações.

O ideal é que seja feita a manutenção da casa toda sazonalmente, e tomar as devidas providências assim que o problema for identificado. Quando percebido de início, sua correção é mais eficaz, podendo prevenir maiores problemas futuros.

Confira no vídeo abaixo as dicas da Vedacit para corrigir a umidade em paredes: 

 

 

Fontes:
http://estadodeminas.lugarcerto.com.br/app/noticia/noticias/2012/02/16/interna_noticias,45822/periodo-chuvoso-e-propicio-ao-surgimento-de-infiltracao-e-mofo.shtml
http://www.ahidraulicacalhas.com.br/2014/08/19/problemas-com-infiltracao-aumentam-por-conta-da-chuva/
http://revista.zapimoveis.com.br/saiba-como-evitar-infiltracoes-na-sua-casa/